22.4.11

Felizmente Há Luar!



1. Em Felizmente Há Luar!, a divisão de cenas não é estabelecida pelo autor.
1.1. Lê o texto que se segue e explica, oralmente, de que forma a iluminação permite separar diferentes momentos deste excerto.


2. Para além das habituais indicações cénicas, Sttau Monteiro integra, no seu texto, notas à margem.
2.1. Explicita as funções das referidas notas.
2.2. Com a primeira nota à margem, o autor chama a atenção para o facto de:
a. no seu texto, haver uma linguagem que o público só compreenderá se os atores “representarem” claramente os seus gestos.
b. haver necessidade de explicar a importância dos diferentes elementos cénicos, antes da entrada do público na sala.
c. no seu texto, não serem só as palavras, os gestos e o cenário que interessam, pois tudo tem um significado.

3. Atenta, agora, no monólogo de Manuel.
3.1. Explicita o contexto social e político para que remetem as suas palavras.
3.2. Indica os sentimentos de Manuel ao longo do monólogo.