29.11.11

O Disco Voador


O Ministro do Turismo, chegado à pressa, anunciava:
– Viajantes extraterrestres, um autocarro de luxo está à vossa disposição para visitarem os monumentos de Lisboa. Façam turismo! Tragam gente de todos os planetas para passar férias em Portugal!
Um cozinheiro fardado resolveu imitá-lo com a sua propaganda:
– Senhores marcianos, provem os melhores frangos no churrasco! Batatinhas fritas a
estalar no restaurante da esquina!
Mas a nave continuava hermeticamente fechada.

Luísa Ducla SOARES, O Disco Voador, Vega


Notas:
assegurar – certificar
empunhar – pegar
ensurdecedor – atroador
extraterrestre – criatura de fora da Terra
fluorescente – amarelo-esverdeado
galhofar – troçar
hermeticamente – de modo a não deixar entrar o ar
rodopiar – girar constantemente



1. Um acontecimento bastante fora do vulgar ocorreu naquele dia.
a. Qual foi o primeiro sinal de presença de algo fora do normal?
b. Essa presença começou por ser detectada através de que sentido?

2. Aquela estranha presença não deixou ninguém indiferente.
a. Que reacções provocou nos alunos?
b. E na professora?

3. A presença do estranho objecto alterou também a vida fora da escola.
a. Como era esse objecto?
b. Onde aterrou?


4. A presença do disco voador provocou outras reacções.
a. Refere quais escolhendo, no texto, as expressões correspondentes.
b. De todas estas reacções, quais te parecem ser as mais inesperadas? E as mais previsíveis?
Não te esqueças de justificar as tuas respostas.

5. O que leva a professora a concluir que os marcianos gostam da escola?

6. Usando a tua imaginação, ou procurando inspiração num filme ou num livro de ficção científica, escreve uma composição que comece assim:

Muitas e muitas horas tinham decorrido desde que o disco voador aterrara no pátio da escola. Mas ninguém arredava pé.
Quando finalmente as portas se abriram...