19.8.11

O indeciso

Lê o seguinte poema atentamente.


O indeciso

Eu cá quero ser tudo
futebolista e arquiteto
ator de cinema mudo
é preciso é que dê certo.

No fundo o que eu quero
é ser grande e bem depressa
porque isto de crescer
não pode ser só conversa.

Quero ser grande em altura
sem ter projeto nenhum
e quem sabe se hei de ser
piloto de Fórmula Um?

Também quero ser marinheiro,
alpinista e domador
herói de banda desenhada
pirata e aviador.

Quero ser de tudo um pouco
pois tenho imaginação
para acreditar que acordo
com o mundo na palma da mão.

No fundo, quando eu for grande
sem que isso seja um insulto
o que eu acho que vou ser
afinal é mesmo adulto.

José Jorge Letria, O que eu quero ser




I

1. Porque é que o título do poema é «O indeciso»?

2. Retira do poema as palavras necessárias para completares o campo lexical de «profissão».
2.1. Porque razão é que predomina este campo lexical no poema?

3. O que é que o sujeito poético quer realmente ser?
3.1. Transcreve o(s) verso(s) que comprove(m) a tua resposta.

4. Como podes ver pelo poema, o sujeito poético quer ser tudo. Que justificação é que ele dá para isso acontecer?

5. Transcreve do poema uma frase interrogativa.
5.1. Explica por que razão é usada essa frase interrogativa.

6. Indica:
6.1. quantas estrofes constituem o poema.
6.2. quantos versos tem o poema.
6.3. As palavras que rimam na primeira e na segunda estrofes.

7. Identifica o recurso retórico que está presente nas seguintes transcrições.
Escolhe a opção correta.
7.1. «Também quero ser marinheiro, / alpinista e domador / herói de banda desenhada / pirata e aviador.»
a. comparação
b. adjetivação
c. enumeração

7.2. «(...) sem que isso seja um insulto/ o que eu acho que vou ser/ afinal é mesmo adulto.»
a. aliteração
b. adjetivação
c. comparação


II


O sujeito poético do texto está muito indeciso quanto à profissão que quer ter quando for adulto. E tu, já sabes o que queres ser?
Constrói um poema, sob a forma de um acróstico, sobre a profissão que queres ter.

Não te esqueças de:
• construir primeiro o campo lexical relativo à tua profissão futura, para te ajudar
com o vocabulário do poema;
• usar alguns recursos retóricos;
• usar algumas rimas;
• ser criativo.