6.1.11

Os direitos do leitor

«Quanto ao livro nada mais. Passemos ao leitor. Porque, mais instrutivos ainda do que os modos de tratar os livros, são os modos de os ler. Em matéria de leitura, nós, os "leitores", temos todos os direitos, a começar pelos que recusamos aos jovens que pretendemos iniciar na leitura. Para o escritor Daniel Pennac, os dez direitos do leitor são:

1) O direito de não ler.
2) O direito de pular páginas.
3) O direito de não terminar um livro.
4) O direito de reler.
5) O direito de ler qualquer coisa.
6) O direito de amar os "heróis" dos romances.
7) O direito de ler em qualquer lugar.
8) O direito de ler uma frase aqui e outra ali.
9) O direito de ler em voz alta.
10) O direito de não falar do que se leu.»

Daniel Pennac, 1944, Como um Romance



1.
a) Alguns destes direitos são surpreendentes e até polémicos. Porquê?
b) Escolhe um dos direitos do leitor e explica por que o escolheste.
c) Constrói outras declarações com 10 direitos. Por exemplo: os direitos do pintor, do utilizador da internet, etc.