28.1.11

Duas cartas...

Lê atentamente os textos.

Texto A

Pittsburgh
8 de Junho,1873

Meu querido amigo

Esperei todos os dias, durante esta semana, vê-lo em Pittsburgh, tendo ficado desiludida.
Suponho que recebeu a minha carta e penso que, pelo menos, se não veio podia ter-me res-pondido.
Tenho estado muito ansiosa porque, como adoeci desde o meu regresso, receei que também adoecesse, sozinho, numa terra estranha, o que me fez sentir pior, pensar que pudesse estar doente num hotel.
Mas porque não vem a Pittsburgh? Respondi imediatamente à sua carta dizendo-lhe que me sentia quase louca por vê-lo e não apareceu.
Estou por isso exasperada e não lhe escreverei mais até o ver, o que espero acontecerá mui-to brevemente.

Muito sinceramente
Mollie

in Cartas de Amor (...) Para José Maria Eça de Queirós (...),
Assírio & Alvim, 1998


Texto B

De:
João José Campos da Silva
Rua das Acácias, 125
4150-529 Porto

Para:
Eusébio & Filhos, S.A.
Departamento de Recursos Humanos
Apart. 3 - 4720-285 Carrazedo
Amares


Porto, 10 de Agosto de 2010

Exmo. Sr. Director do Departamento de Recursos Humanos,

Eu, João José Campos da Silva, 35 anos, residente na rua das Acácias n.° 125, no Porto, com o telefone n.° 25221000, venho por este meio solicitar a consideração da minha candidatura ao lugar de Director de Obras, de acordo com o aviso publicado no Público do dia 14/6/2010.
Sou Engenheiro Civil e possuo um perfil profissional condicente com o definido no aviso supracitado, como facilmente se comprovará pelo Curriculum Vitas apresentado em anexo.
Declaro-me disponível para uma entrevista em dia e hora considerados adequados.

Subscrevo-me com a máxima consideração,

João José Campos da Silva



I

1. Identifica a(s) tipologia(s) dos textos transcritos.
1.1 Transcreve expressões que confirmam a resposta à questão anterior.
1.2 Apresenta a estrutura de cada texto.

2. No texto A, o remetente manifesta sentimentos.
2.1 Refere-os e justifica-os.
2.2 Diz o nome da figura de estilo presente na expressão: «dizendo-lhe que me sentia quase louca por vê-lo». Esclarece o seu valor expressivo.

3. Explica a seguinte afirmação: O texto A é autobiográfico.

4. Explicita o objectivo do texto B.


II

1. Refere os actos de fala ou actos ilocutórios presentes em:
a) «Mas porque não vem a Pittsburgh?» ( texto A)
b) «Declaro-me disponível» ( texto B)
1.1 Explicita a sua intencionalidade comunicativa.

2. Atenta nas seguintes frases:
«Tenho estado muito ansiosa porque, como adoeci, desde o meu regresso, receei que também adoecesse, sozinho, numa terra estranha, o que me fez sentir pior, pensar que pudesse estar doente num hotel.» ( texto A)
2.1 Integra os vocábulos destacados na classe e subclasse a que pertencem.
2.2 Transcreve as formas verbais e regista o tempo e o modo em que se encontram.
2.3 Refere o valor aspectual da primeira e da segunda formas.
2.4 Classifica as orações:
a) «como adoeci»
b) «porque recebi»
c) «que pudesse estar doente num hotel»

3. Regista, do texto B, os deícticos de referência pessoal.


III

Redige um texto, de sessenta a cem palavras, optando por um(a) dos(das) seguintes temas / tipologias textuais:
A - Imagina-te sozinho(a) num país desconhecido, passando privações ou dificuldades de qualquer índole. Escreve uma página do teu diário nas circunstâncias propostas.
B - Descreve o auto-retrato de Sarah Afonso que se apresenta.


Sarah Afonso (1899 - 1983)