8.5.10



Unidade: Beta, Lda.
Local: Luanda – Angola
Período: 07/09/2010 a 14/09/2010
De: João Manuel Albuquerque


Sumário (cronologia da viagem):
07/09 • Viagem de ida.
08/09 • Chegada a Luanda.
• Levantamento da situação da paginação da lista.
09/09 • Verificação de ficheiros de paginação.
• Identificação da origem dos erros encontrados.
10/09 • Esclarecimento sobre as anomalias detectadas na utilização do software.
• Informação sobre as regras da paginação, nomeadamente a continuação de figurações.
• Correcção de páginas.
11/09 • Instalação do software gerador e visualizador de Postscript.
• Formação na utilização do software.
• Início da geração de postscript.
12/09 • Formação e testes à geração de postscript da separação de cores.
13/09 • Continuação de testes e verificação de postscript da separação de cores.
• Parametrização da base de dados.
• Viagem de regresso.
14/09 • Chegada a Lisboa.


Introdução:
Objectivo: Instalação do software para gerar postscript de páginas, montar o sistema de controlo de envio de ficheiros e parametrização da Base de Dados.

Parte central (situação encontrada):
«A paginação não estava concluída, havendo necessidade de recorrer a serviços de um operador externo.
• Verificou-se que alguns computadores não tinham instalados o software e as fontes neces-sários para trabalhar, o que dificultou algumas tarefas e retirou capacidade de resposta.
• Ao verificar as páginas entretanto já produzidas, notou-se a existência de duplicações, de muitos erros de ortografia, fruto de desconhecimento da Língua Portuguesa, e textos mal carregados na base de dados, denotando deficiências várias, quer na acção de conferência, quer no tratamento dos erros de extracção.

Conclusões e Sugestões:
• Verifica-se a necessidade de uniformizar o software nas estações de trabalho da Arte, a fim de rentabilizar os equipamentos, principalmente em períodos críticos de trabalho.
• Sugere-se que, enquanto não forem assimilados os processos de produção e a Base de Dados não for considerada um pouco mais estável, se separem as funções de introdução das de conferência, sendo estas desempenhadas por pessoas distintas.

in Relatório de Viagem (adaptado)

I

1. Identifica, do texto:
a) o tipo de relatório
b) o título
c) o nome do autor
d) o período de tempo a que se reporta
e) o local onde foi desenvolvido o trabalho, objecto do relatório

2. Atenta no Sumário e na Introdução.
2.1 Indica quantos dias foram despendidos na concretização do objectivo enunciado na Introdução.

3. Relê a Parte central, as Conclusões e as Sugestões.
3.1 Caracteriza a situação encontrada.
3.2 Regista as afirmações que revelam a conclusão e a sugestão do relator.

4. A linguagem é predominantemente:
a) objectiva.
b) subjectiva.
4.1 Refere, no presente relatório, três características deste tipo de discurso.


II

1. Considera as palavras:
a) viagem
b) paginação
c) informação
d) nomeadamente
e) início
f) base
1.1 Identifica as palavras complexas.
1.2 Clarifica e classifica o seu processo de formação.

2. Transcreve do texto:
a) dois nomes próprios
b) dois nomes comuns não contáveis
c) dois quantificadores numerais
d) dois adjectivos
e) dois neologismos (empréstimos)

3. Refere adjectivos da família dos seguintes nomes:
a) paginação
d) geração
b) origem
e) dinamismo
c) anomalia
f) introdução

3.1 Indica o grau superlativo absoluto sintético de:
a) fraco
b) fugaz
c) estável
d) distinto

4. «Verificou-se que alguns computadores não tinham instalados o software e as fontes necessárias para trabalhar, o que dificultou algumas tarefas e retirou capacidade de resposta.»
4.1 Transcreve as frases:
a) subordinada substantiva completiva
b) coordenada copulativa ;
c) subordinante
d) subordinada adjectiva relativa restritiva
4.2 Selecciona as funções sintácticas correspondentes aos vocábulos destacados em 4:
a) sujeito simples ;
b) modificador preposicional
c) complemento directo

III

Elabora um relatório de uma visita de estudo que tenhas apreciado.