19.4.10

O carvoeiro



1. Repara nas personagens intervenientes no conto que acabaste de ler.
1.1 Identifica-as.
1.2 Classifica-as quanto ao relevo.
1.3 Caracteriza direta e indiretamente o carvoeiro.

2. Repara no primeiro diálogo entre o rei e o carvoeiro.
2.1 Quanto dinheiro ganha por dia o carvoeiro?
2.2 Como o aplica ele? Justifica a tua resposta.
2.3 Qual é a reação do rei perante a argumentação do carvoeiro?
2.4 Que promessa faz o carvoeiro ao rei?
2.4.1. Foi ela cumprida?
Justifica a tua resposta.
2.5 Que decisão toma o rei quando chega ao palácio? Fundamenta a tua resposta.

3. Os dignitários do rei ficam aflitos perante o enigma apresentado.
3.1 Quem o consegue resolver?
3.2 Com a ajuda de quem?
3.3 Como reage o rei?

4. Mais uma vez, o carvoeiro tem oportunidade de demonstrar a sua esperteza.
4.1 Como se justifica ele agora perante o rei?
4.2 E este, que atitude toma?
4.3 O carvoeiro aceita a proposta do rei?
Justifica a tua resposta, com base no texto.

5. «Passou-se tempo, e um dia que o rei estava na varanda do seu palácio viu uma carruagem muito bem-posta, e dentro, feito um figurão, o nosso amigo carvoeiro.» (ll. 75-79)
5.1 Como justifica o carvoeiro a sua riqueza ao rei?

6. Presta atenção à seguinte frase do rei: «— Fala baixo, que vem aí a rainha!» (l. 92)
6.1 Por que razão faz o rei este pedido?
6.2 Que lição de vida se pode retirar deste conto?