30.3.10

Saudades para a Dona Genciana


Ponho-me a olhar a Avenida cá de cima, da minha água-furtada e meu refúgio, e digo-lhe, seu Apolinário: tudo isto levou uma grande volta. Antigamente vivia-se aqui como num céu aberto. Nem faz ideia. Onde isso vai, parece que não, os dias passam devagar, mas os anos vão-se depressa. A gente só dá por isso quando já não há remédio.
Foi nos começos da República, e eu, de calção, com os sapatos nas poças da chuva, travava os primeiros corpo a corpo com a gramática latina e o verbo Amar. A Avenida era então novinha em folha, como o regime. Começava lá em baixo, num boqueirão sinistro, um rio de lama onde às vezes havia inundações e gritos, entre ribanceiras e prédios esguios, e ia-se perder ao alto, nas quintas e azinhagas. As casas, modestas e limpinhas, tinham fachadas de azulejo de mau gosto, outras eram pintadas a cor.
Havia as «terras», lotes vagos de barro viscoso onde a gente ia «reinar», e as carroças se atolavam até aos eixos, com muitas pragas dos carroceiros. As árvores eram frágeis e verdes, de mocidade e esperança. Que sossego o desses dias agitados! Isto não era Avenida, era a Rua do Lá-Vai-Um. O mundo acabava-se ali no redondel da praça: um muro decrépito e, para além dele, era a poesia, o silêncio, o bucolismo e a Perna-de-Pau. As noites, uma paz.

José Rodrigues Migueis, «Saudades para a Dona Genciana» in Léah



I

1. Situa a acção no tempo e no espaço.
1.1 Transcreve expressões que confirmem a tua resposta.

2. «Antigamente vivia-se aqui como num céu aberto.».
2.1 O narrador recua no tempo. Como se designa essa forma de organização do tempo do discurso?
2.2 Classifica o narrador quanto à sua presença.
2.3 Identifica o narratário.
2.4 Refere a figura de estilo utilizada na frase transcrita.
2.4.1 Explica o seu valor expressivo.

3. «Havia as "terras", lotes vagos de barro viscoso onde a gente ia "reinar", e as carroças se ato-lavam até aos eixos, com muitas pragas dos carroceiros.».
3.1 Explicita o sentido que adquire na frase a palavra «reinar».
3.2 Aponta o(s) registo(s) de língua utilizado(s) na transcrição.
3.3 Substitui «a gente» por um pronome pessoal.
3.4 Transcreve da frase dois adjectivos e coloca-os no superlativo absoluto analítico.
3.5 Regista palavras da família de «carroceiros».


II

Opta por um dos seguintes temas e faz uma composição concisa e cuidada com cerca de 200 palavras:
1. A beleza da minha rua.
2. A minha terra (cidade) daqui a 50 anos.