5.11.09

Cap. VIII




1. Situe o texto na intriga da novela.

2. Detendo-se sobre Mariana, caracterize esta personagem indicando:
- a ligação que a unirá a Simão;
- os papéis que desempenhará junto do protagonista;
- os pormenores realistas na construção deste personagem;
- a relação que mantém com o pai, João da Cruz;
- a importância da longa intervenção dirigida a Simão.

3. Saliente, justificando a sua presença no texto, os níveis de língua patentes nas falas de João da Cruz (e Mariana), por um lado, e Simão, pelo outro.

4. Recorde o que o narrador afirma sobre algumas das personagens.
4.1. Tendo por base a caracterização directa feita pelo narrador, bem como o papel e função das personagens na acção, compare:
- Mariana a Teresa;
- Simão a Baltasar Coutinho.

5. "O rosto de Mariana acerejou-se quando aquela última palavra saiu [...]" "Neste lance, um observador perspicaz veria luzir nos olhos de Mariana um clarão de inocente alegria" (cap. VIII)
5.1. Explicite o conflito íntimo vivido por Mariana, justificando a sua humanidade e complexidade.
5.2. Descubra as diversas formas da particular atenção que o narrador dedica a Mariana.
5.3. Explore as consequências dessa postura na construção e caracterização da personagem.