14.9.09

Discurso de Nuno Álvares (C.III, 14-17)

14
«Mas nunca foi que este erro se sentisse
No forte Dom Nuno Álvares; mas antes,
Posto que em seus irmãos tão claro o visse,
Reprovando as vontades inconstantes,
Àquelas duvidosas gentes disse,
Com palavras mais duras que elegantes,
A mão na espada, irado e não facundo,
Ameaçando a terra, o mar e o mundo:

15
"Como?! Da gente ilustre Portuguesa
Há-de haver quem refuse o pátrio Marte?
Como?! Desta província, que princesa
Foi das gentes na guerra em toda parte,
Há-de sair quem negue ter defesa?
Quem negue a Fé, o amor, o esforço e arte
De Português, e por nenhum respeito,
O próprio Reino queria ver sujeito?

16
"Como?! Não sois vós inda os descendentes
Daqueles que, debaixo da bandeira
Do grande Henriques, feros e valentes,
Vencestes esta gente tão guerreira,
Quando tantas bandeiras, tantas gentes
Puseram em fugida, de maneira
Que sete ilustres Condes lhe trouxeram
Presos, afora a presa que tiveram?

17
"Com quem foram contino sopeados
Estes, de quem o estais agora vós,
Por Dinis e seu filho sublimados,
Senão cos vossos fortes pais e avós?
Pois se, com seus descuidos ou pecados,
Fernando em tal fraqueza assi vos pôs,
Torne-vos vossas forças o Rei novo,
Se é certo que co Rei se muda o povo.

Luís de Camões, Os Lusíadas, Canto III



I

1. Quem é Dom Nuno Álvares?

2. Que circunstâncias políticas motivaram o discurso de Dom Nuno Álvares?

3. Porque é que Dom Nuno fala com tanta indignação?

4. Que argumentos apresenta para convencer os seus ouvintes?

5. Quem é que Dom Nuno Álvares invoca ao longo do seu discurso? Porquê?

6. Diga o que entende por «o pátrio Marte» e «contino sopeados».

7. Identifique a figura de estilo presente nos últimos versos da estância 14 e comente o seu valor expressivo.

8. Faça a análise formal (estrofe, métrica e rima) da estância 16.

9. Atente nos seguintes versos: «Vencestes esta gente tão guerreira, / Quando tantas bandeiras, tantas gentes / Puseram em fugida».

9.1. Divida e classifique as orações.

9.2. Faça a análise sintáctica da terceira oração.


II

Numa composição cuidada, comente a expressão «co Rei se muda o povo» e fala da importância da história de Portugal na acção de Os Lusíadas.