28.5.09

A Queda de um Anjo




Era já Estio. Os galãs mais ardidos de Lisboa estanceavam por Seteais, por Pisões, e por aquelas várzeas de Colares, a engarrafar lirismo para gastarem por salas nas noites de Inverno.
O primeiro deles que descortinou por entre árvores a formosa brasileira foi alvissarando aos outros a ondina incógnita, que saíra das vagas a buscar camilha de folhagem e boninas entre as fragas da serra da Lua.
Começam os agitados monteiros da estranha caça a circunvagarem nas encostas e oiteirinhos que rodeavam a vivenda de Ifigénia. Uns a viam ao sol-posto, outros ao arraiar da manhã, e outros quando ela perpassava por entre áleas de cilindras para uma gruta fechada como concha de pérola.
A presença de Calisto Elói, confundido com os arbustos floridos da casinha misteriosa, aumentou a curiosidade dos indagadores. Uns consideraram esposa do deputado a bela esquiva; outros aventaram hipóteses mais românticas mas menos honestas, À primeira conjectura opunha-se uma razão forte negativa: se ele era marido, porque vivia no hotel do Vítor? A segunda conjectura contraditava outra razão ponderável: se era amante, que descuidado amante era ele, que se encerrava no seu quarto do hotel, durante as noites - facto averiguado minudenciosamente pelos interessados? O mistério, pelo conseguinte, a nublar-se, e as esporas da curiosidade impaciente a picar os moços ociosos, e os ricaços velhos, que espreitavam, por entre a rede das sebes verdejantes, esta Susana, mais cuidadosa que a outra, que acendia fogos nos lúbricos juízes de Israel.
Entre os mancebos, estremava-se um, que passava grandes espaços de tempo em quietismo escultural debaixo de um olmo, que sobranceava a casa de Ifigénia. Sempre que ela. à hora da maior calma, se aproximava da janela do seu gabinete a respirar o frescor do jardim, via o contemplativo sujeito de braços cruzados e olhos fitos. Mas, assim que, ao entardecer, os arredores da casa começavam a ser frequentados, o moço, como quem se resguarda, desaparecia.
Era este sujeito aquele Vasco da Cunha, que esperava a herança de uma tia para casar com Adelaide Sarmento. Os olhos indiferentes de Ifigénia assetearam-lhe a pia alma, num daqueles dias em que ele viera de Lisboa a Sintra para assistir à novena de Santo António de Pádua, celebrada solenemente na capela de uma tia marquesa. Ou porque o ascético fidalgo andasse com o coração amolecido pelas práticas piedosas, ou porque Ifigénia se lhe figurasse algum daqueles serafins que visitavam os anacoretas da Tebaida, o certo é que não houve mais despegar-se-lhe a fantasia daquela imagem, que se interpunha entre ele e o santo filho de Marfim de Bulhões.
Ifigénia atentou na pertinácia do homem, e contou ao primo Calisto, gracejando, a tempestade amorosa que lhe andava iminente na pessoa daquele sujeito. Assomaram diferentes cores ao rosto do morgado. Quisera ele dissimular o sobressalto com o sorriso; mas a rubidez sanguínea nos olhos, se o dramaturgo inglês a visse, arranjaria daquele aspeito feroz assunto para mais celerado preto.
Ifigénia lisonjeou-se daquela explosão de lavas que arquejavam na lesta do homem.
Lisonjeou-se!... Pois amava-o ela?!

Camilo Castelo Branco, A Queda de Um Anjo


I

1. Caracterize o espaço social em que se movem as personagens.

2. Identifique a atitude assumida pelo narrador na descrição desse espaço. Justifique.

3. Aponte os processos estético-estilísticos fundamentais.

4. Caracterize os «mancebos» de que fala o texto.

5. A figura e atitudes de Vasco da Cunha despertam reacções diversas.
5.1. Explicite as reacções de Ifigénia e de Calisto.
5.2. Defina o(s) conceito(s) de amor que ressalta(m) da relação entre Ifigénia e Calisto.


II

1. Transponha para o discurso directo o enunciado que se segue:
A Catarina pediu que a fosse buscar.
O Pedro respondeu que estava bem, mas que ela não podia baloiçar-se no barco.
As frases numeradas de (a) a (c) são agramaticais, isto é, não respeitam a sintaxe do Português.

2. Dê versões devidamente corrigidas dessas frases.
(a) - Não penses mais neles, pois não se preparavam a tempo do exame.
(b) - Mais tranquilos, olharam em volta o João e a Rita. O eco dos meus passos pareceram-lhes uma música tonificante.
(c) - Todos os aniversários são para eles dias de festa. Põe-se as melhores roupas, e o jantar é especial.