1.1.09

O Largo




1. Logo na introdução (1º parágrafo) do conto "O Largo", extraído de O Fogo e as Cinzas, de Manuel da Fonseca, é enunciada a oposição temporal "Antigamente / Hoje" de que vai depender toda a construção da narrativa.
.Delimita no conto as partes correspondentes ao passado e ao presente.

2. O passado e o Largo surgem por evocação do narrador -"Antigamente, o Largo era o centro do mundo".
.Caracteriza o Largo enquanto espaço social, económico, de comunicação, de divertimento e de aprendizagem.

3. Hoje é apenas um cruzamento de estradas (...)"
3.1 O que provocou a mudança?
3.2 Explicita as transformações verificadas nas relações sociais e económicas.
3.3 O progresso que atingiu a Vila beneficiou grandemente as mulheres. Como se modificou o seu quotidiano? Que direitos alcançaram?
3.4 A deslocação da vida do Largo para o outro lado da Vila implicou também uma abertura, cada vez maior, à comunicação com o exterior .
.Explica como essa abertura influenciou quer as atitudes individuais, quer as relações pessoais e sociais.

4. "As grandes faias ainda marginam o Largo como antigamente e, à sua sombra, João Gadunha ainda teima em continuar a tradição. Mas nada é já como era. "
4.1 Como tenta João Gadunha reviver e alimentar a tradição do Largo?
4.2 "Uma gargalhada acolhe as últimas palavras do Gadunha. "
.Interpreta o valor simbólico da gargalhada que, abruptamente, interrompe a história do Gadunha.
4.3 Identifica o registo de língua dominante nas falas da personagem. Justifica, assinalando exemplos.

5. Também o velho Ranito é protagonista do drama do largo.
5.1 Caracteriza o estado emocional de Ranito, apontando as causas que estão na sua origem.
5.2 Explica como procura reter o passado.
5.3 Interpreta a forma como o Largo participa da sua dor .

6. Presentes ao longo de todo o conto, as faias são um elemento do espaço físico que assume um importante valor simbólico.
.Interpreta essa simbologia, tendo em conta as palavras (verbos, adjectivos, substantivos) associados a esse elemento.

7. Qual(is) o(s) sentimento(s) que dominam o narrador ao recordar o passado e o Largo, possíveis tempo e lugar da sua infância? Justifica com base no texto.

8. "Ninguém já desconhece o que vai pelo mundo ( ...) O Largo que era de todos, e onde apenas se sabia aquilo que a alguns interessava que se soubesse, morreu. " /Ele já não pode ver que o largo é o mundo fora daquele círculo de faias ressequidas. Esse vasto mundo onde qualquer coisa terrível e desejada está acontecendo. "
8.1 Parece-te possível ver a mudança no Largo como o reflexo de uma mudança mais ampla, mais total -a do mundo? Justifica, convenientemente, a tua opinião.
8.2 Observa a 2ª citação.
.Com base nos adjectivos "vasto, terrível e desejada" e na construção verbal"está acontecendo", procura explicar o que sente o narrador em relação ao presente e ao futuro.

9. Consideras adequado o título dado por Manuel da Fonseca a este conto? Justifica.
9.1 Se fosses o seu autor, dar-lhe-ias um outro título? Escolhe-o e justifica-o.