4.1.09

Kemba, a gazela





Kemba, a gazela, tentava descobrir uma poça de água onde pudesse matar a sede.
Cumba, a sua filha, tinha ficado muito bem escondida no buraco de uma velha árvore, a agonizar de sede e sempre esperando que a mãe surgisse para a salvar.
Depois de uma longa caminhada, Kemba foi dar a um campo perto do qual havia uma fonte. Primeiro, parou à espreita, por detrás de uma árvore, a ver se viria alguém. Como não aparecesse vivalma, correu para a fonte, enterrou as patas na lama para chegar à água e bebeu até ficar satisfeita.
Entretanto muita gente veio à fonte. Veio também Lero, o caçador, que, desembainhando a faca, se preparou para dar a morte à gazela.
Kemba suplicou-lhe que a deixasse ao menos ir dar de beber à filhinha. Disse-lhe que depois voltaria ali, pronta para o sacrifício.
O caçador não se comovia, mas todos quantos ali estavam imploraram que a deixasse partir, pois ela não faltaria à promessa.
O caçador fez-lhes a vontade e Kemba, agradecendo a todos, partiu correndo para o mato.
Lá estava Cumba, a gazelinha, sem se poder mexer, a um canto do buraco da velha árvore. Kemba deu-lhe de beber e depois lambeu-lhe o focinho, o pescoço e o lombo.
Ao cair da tarde pastaram juntas, e à noite adormeceram muito aconchegadas dentro do buraco da árvore.
No dia seguinte dirigiram-se à fonte. Cumba ficava a conhecer o lugar onde poderia ir beber todas as noites. Kemba, muito emocionada, despediu-se da filha e foi ter com o caçador.
— Aqui me tens — disse-lhe ela. — Venho cumprir a minha promessa.
Mas todos pediram a Lero que lhe poupasse a vida. E o caçador, impressionado com a coragem da gazela, não foi capaz de a matar.
Kemba, agradecida, ensinou o caçador a imitar o balido das gazelas, para atrair e matar a onça, que todas as noites atacava os currais dos camponeses, naqueles campos perdidos no meio da floresta.

Lenda da Guiné

I

1. Indica os principais lugares onde decorrem os acontecimentos.

2. O narrador é participante, ou não participante?

3. Justifica a resposta que deste à pergunta anterior.

4. Retira do texto provas de que não chovia há muito tempo naquela terra.

5. Diz quem é a personagem principal desta narrativa.

6. Explica a escolha que fizeste.

7.Faz o retrato psicológico de Lero, o caçador.

8. Faz também o mesmo retrato de Kemba.

9. Que opinião tens acerca da atitude de Kemba, que, podendo ter fugido, voltou para junto de Lero, preparada para morrer?