30.1.09

Ilha dos Amores




54
Três fermosos outeiros se mostravam,
Erguidos com soberba graciosa,
Que de gramíneo esmalte se adornavam,
Na fermosa Ilha, alegre e deleitosa.
Claras fontes e límpidas manavam
Do cume, que a verdura tem viçosa;
Por entre pedras alvas se deriva
A sonorosa linfa fugitiva.

55
Num vale ameno, que os outeiros fende,
Vinham as claras águas ajuntar-se,
Onde ũa mesa fazem, que se estende
Tão bela quanto pode imaginar-se.
Arvoredo gentil sobre ela pende,
Como que pronto está pera afeitar-se,
Vendo-se no cristal resplandecente,
Que em si o está pintando propriamente.


70
«Sigamos estas Deusas e vejamos
Se fantásticas são, se verdadeiras.»
Isto dito, veloces mais que gamos,
Se lançam a correr pelas ribeiras.
Fugindo as Ninfas vão por entre os ramos,
Mas, mais industriosas que ligeiras,
Pouco e pouco, sorrindo e gritos dando,
Se deixam ir dos galgos alcançando.

71
De ũa os cabelos de ouro o vento leva,
Correndo, e da outra as fraldas delicadas;
Acende-se o desejo, que se ceva
Nas alves carnes, súbito mostradas.
Ũa de indústria cai, e já releva,
Com mostras mais macias que indinadas,
Que sobre ela, empecendo, também caia
Quem a seguiu pela arenosa praia.
88
Assi a fermosa e a forte companhia
O dia quási todo estão passando
Nũa alma, doce, incógnita alegria,
Os trabalhos tão longos compensando.
Porque dos feitos grandes, da ousadia
Forte e famosa, o mundo está guardando
O prémio lá no fim, bem merecido,
Com fama grande e nome alto e subido.

89
Que as Ninfas do Oceano, tão fermosas,
Tétis e a Ilha angélica pintada,
Outra cousa não é que as deleitosas
Honras que a vida fazem sublimada.
Aquelas preminências gloriosas,
Os triunfos, a fronte coroada
De palma e louro, a glória e maravilha,
Estes são os deleites desta Ilha.

Lusíadas, canto IX

I


O episódio da Ilha dos Amores traduz a compensação das descobertas e a necessidade da harmonia no mundo.
Após a leitura atenta das estâncias apresentadas, desenvolva os seguintes tópicos:
• A importância das sensações na descrição da ilha.
• Os valores fónicos e semânticos ao serviço da descrição.
• O jogo da sedução entre ninfas e nautas.
• O descanso e a recompensa dos navegadores.
• O significado da Ilha dos Amores.
• Os recursos estético-estilísticos.


II

Num breve apontamento, não excedendo o limite de 10 linhas, aborde a singularidade da novela sentimental Menina e Moça de Bernardim Ribeiro.


III

Escolha um dos temas abaixo enunciados.

A. Faça uma dissertação cuidada acerca da seguinte afirmação de Sophia de Mello Breyner Andresen:
"Sempre a poesia foi para mim uma perseguição do real. (...) Aquele que vê o espantoso esplendor do mundo é logicamente levado a ver o espantoso sofrimento do mundo."

B. "O desafio de Dona Inês e D. Pedro arrastam-nos fatalmente para o trágico castigo."
Num texto expositivo-argumentativo, aborde a temática da Castro, de António Ferreira, a obra-prima do teatro clássico nacional.