28.12.08

Antes de Começar


1. Escolhe a melhor opção, de acordo com o texto:
1.1. «Quando já mal se ouve o tambor, o Boneco
a) fica sentado a admirar o que se passa em seu redor;
h) levanta-se, e vai espreitar ao fundo para fora;,
c) levanta-se, e vai espreitar pela janela.

1.2. O Boneco pergunta à Boneca
a) -Tu não te mexes como as pessoas?!
h) -Tu também te mexes como eu?!
c) -Tu também te mexes como as pessoas?!

1.3. A Boneca desculpa-se ao Boneco por não se levantar quando ele a puxava, porque
a) julgava que era a dona;
h) não queria;
c) julgava que era o Homem.

1.4. Os bonecos falam sobre as crianças e sobre as pessoas grandes.
O Boneco diz:
a) -Só as crianças é que gostam de bonecos...
h) -Só as pessoas grandes é que gostam de bonecos...
c) -As crianças já não gostam de bonecos...

1.5. A Boneca comenta com o Boneco sobre o destino que Ela lhe reservava quando a fez. -Longe estava Ela, quando me fez, de supor:
a) que eu havia de ir pró circo!
b) que eu havia de ir pró cinema!
c) que eu havia de ir pró teatro!

1.6. O Boneco afirma peremptoriamente, face à história da Boneca, que eles, bonecos, são
a) a melhor caricatura de quem os fez;
b) o melhor retracto da idade de quem os fez;
c) a melhor imagem da idade de quem os projectou.

1.7. Os bonecos conversam sobre os seus corações. Durante esta troca de ideias, o Boneco refere que a quem não acredita no coração '
a) -(...) nada serve de consolo.
b) -(...) tudo é frustração.
c) -(...) tudo serve de engano.

1.8. No final da peça, «Abre-se a cortina do fundo e do lado de fora estão sentadas nos bancos
a) poucas crianças com as pessoas que as acompanham»;
b) muitas crianças sem pessoas que as acompanhem»;
c) muitas crianças com as pessoas que as acompanham».



2. Escolhe a opção correcta, de acordo com o texto:
2.1. A relação existente entre o Boneco e a Boneca era de
a) indiferença;
b) amizade;
c) interesse.

2.2. O Boneco era
a) convencido;
b) sábio;
c)indolente.

2.3. A Boneca era
a) tímida;
b) voluntariosa;
c) antipática.

2.4. O Boneco era desinibido, porque
a) se insinua junto da Boneca;
b) começa a «puxar» pela Boneca;
c) começa a fazer habilidades para a Boneca.

2.5. A Boneca era reservada, porque
a) não se manifestava quando o Boneco puxava por ela;
b) nunca falou com o Boneco;
c) vivia unicamente para o seu mundo interior.

2.6. Os dois Bonecos acham-se parecidos um como o outro, porque
a) têm o mesmo tamanho;
b) ambos se mexem como as pessoas;
c) gostam de representar.

2.7. O Boneco e a Boneca chegaram à conclusão de que ambos
a) tiveram o mesmo percurso de «vida»;
b ) tiveram histórias de «vida» diferentes;
c) tiveram formas de «vida» diferentes, com pontos comuns.

2.8. Os dois Bonecos associam o mar às palavras ditadas pelos seus corações, como algo
a) que não se cansa;
b) que se gasta;
c) que não insiste.

2.9. Nas falas finais da peça, os Bonecos têm o mesmo sentir face à que deveria ser a relação entre a cabeça e o coração. Eles referem que
a) a cabeça se deve sobrepor ao coração;
b) a cabeça deve mandar tanto como o coração;
c) a cabeça não deve saber senão o que o coração quiser.

2.10. Quando os tambores se ouvem e o espectáculo vai começar
a) os Bonecos permanecem sen-tados e quietos,
b) os Bonecos levantam-se e continuam a falar;
c) os Bonecos ficam na posição em que estavam ao princípio.