16.11.08

O Largo

1. O título deste conto faz-nos pensar, desde logo, no privilégio dado pelo narrador à natureza do espaço.
1.1 Como caracterizas o espaço físico e social deste conto?
1.2 Os espaços são alterados, ou mantêm-se uniformemente? Justifica.

2. Como sabes, não podemos pensar o espaço sem o correlacionarmos com o tempo.
2.1 Quais os momentos elucidativos da dicotomia passado/presente?
2.2 Que formas verbais e outras palavras reflectem esta ruptura?
2.3 Relaciona esta dicotomia com a do espaço. Que concluis?

3. Para poderes visualizar melhor a dialéctica entre o "antigamente" e o "hoje" ao nível do espaço e do tempo, preenche o esquema seguinte com os principais dados textuais.

Antigamente --------------Hoje
. Espaço
. Tempo


4. Já verificaste que neste conto há duas estruturas sociais diferentes no tempo.
4.1 Que elemento veio modificar a primeira estrutura?
4.2 Como definirias o modo social de viver antes da vinda do comboio?
4.3 Que modificações se operaram após a sua vinda?
4.4 Por outro lado, o que é que permanece?

5. Dado que o comboio, pela sua natureza sócio-económica, se opõe, aqui, à estrutura agrária da comunidade, que é que ele pode simbolizar?

6. A modernização da vida do Largo imposta pela técnica trouxe vantagens ou desvantagens? Justifica.

7. "E alguma coisa está acontecendo na terra, alguma coisa de terrível e desejado está acontecendo em toda a parte."'
7.1 Em face da resposta à pergunta 6., como interpretas os adjectivos "terrível" e "desejado"?
7.2 Repara nesta frase final da citação: "...está acontecendo em toda a parte." Achas que a problemática deste conto se circunscreve a uma região específica ou poderá respeitar a todo o país? Justifica a tua opinião.