11.10.08

Senhora, partem tão tristes



Senhora, partem tão tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tão tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos,
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes,
tam fora d’esperar bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

João Roiz de Castelo-Branco, Cancioneiro Geral



1. Identifique o sujeito lírico da composição fazendo a sua caracterização.
1.1. Explicite o seu estado psicológico.
1.2. Diga quais os motivos que estão na sua base.

2. Identifique o objecto lírico e faça a sua caracterização a partir de expressões textuais.
2.1. Qual o recurso utilizado para o referir?
2.2. Relacione a presença do vocativo " Senhora " com a atitude do sujeito lírico.

3. Refira o vocábulo que constitui o pólo semântico do poema.
3.1. Justifique o seu uso.
3.2. A que recurso (s) está ele associado?

4. Explique o sentido da expressão " tam fora d’esperar bem ".

5. Caracterize a composição a nível formal, justificando devidamente a sua resposta.