16.1.08

El-Rei Tadinho


Artes Mágicas

Nessa tarde de Inverno, pés encharcados e lama até aos joelhos, Riquezas estava desesperada. Há meses que não era chamada para um trabalho e, se ela nunca fora uma fada brilhante, com toda esta falta de treino acabaria por ser uma autêntica vergonha para a classe.
— Logo o teu pai havia de se lembrar de casar com uma fada! — resmungava a avó, que ainda hoje não se conformava com o facto.
— Ó avó, deixe lá isso agora, o que não tem remédio remediado está!
— Bonito! Se foram só provérbios o que te ensinaram na escola, não sei o que lá andaste a fazer… Fosses tu uma neta normal, como as netas de todas as avós que eu conheço, e não te faltaria trabalho. Agora tu, não sabes fazer nada!
— Não diga isso que não é verdade! — choramingou Riquezas, ainda a raspar a lama das pernas.
— Pois não que não é verdade! Eu sempre disse ao teu pai que te pusesse na escola oficial, mas ele que não, que tinhas de ir para uma escola de fadas, que lá é que estava o teu futuro… Lindo futuro, sim senhora… Vamos lá a saber; que foi que te ensinaram nessa tal escola? Saíste de lá a saber fazer exactamente o quê?
Riquezas esperou meia dúzia de segundos antes de responder, e lá foi enumerando as suas prendas:
— Sei fazer sopa de ratos mortos para desencantar princesas envenenadas; sei cozer rabos de lagartixas em molho de urtigas apanhadas em noite de São Tibúrcio, para ressuscitar reis e rainhas encantadas há mais de duzentos anos; sei tecer teias de aranha com picos de ouriços para prender gigantes nas masmorras; sei fazer pomada de saliva de burro com pasta de fígado de doninha para curar lobisomens; sei misturar baba de três cobras com o suor de quatro osgas para…
— Cala-te, cala-te com essas mistelas.

Alice Vieira, El-Rei Tadinho (adaptado)


I

1. Qual é o grande problema da fada Riquezas?

2. «…acabaria por ser uma autêntica vergonha para a classe.»
2.1 Que classe é esta? Conheces outras profissões em que os trabalhadores tenham as mesmas dificuldades?

3. Retira do texto expressões que traduzam as diferentes opiniões do pai e da avó sobre a escola da menina.

4. Dá a tua opinião sobre a importância da Escola na vida de cada um de nós.