3.9.07

Bucólica




A vida é feita de nadas:
De grandes serras paradas
À espera de movimento;
De searas onduladas
Pelo vento;

De casas de moradia
Caídas e com sinais
De ninhos que outrora havia
Nos beirais;

De poeira;
De sombra de uma figueira;
De ver esta maravilha:
Meu Pai a erguer uma videira
Como uma mãe que faz uma trança à filha.

Miguel Torga, Diário I


I

1. O poeta apresenta a sua visão da vida no texto que acabou de ler.
1.1 Para o poeta de que é feita a vida?
1.2. Refira qual o recurso estilístico usado nessas afirmações.
1.3. Qual é, afinal, a visão que o poeta dá da vida? Justifique a sua resposta.

2. Retire do poema dois exemplos da área vocabular da Natureza.

3. Qual a maravilha da vida que seduz o poeta?

4. Explique por palavras suas o sentido dos dois últimos versos do poema.
4.1. Identifique um dos recursos estilísticos aí presentes.

5. Indique o tema do poema. Justifique a sua opção.

6. Refira muito brevemente o assunto do poema.

7. Proceda à análise formal do poema.