30.8.07

Fermosíssima Maria (C.III, 102-105)

102
«Entrava a fermosíssima Maria
Polos paternais paços sublimados,
Lindo o gesto, mas fora de alegria,
E seus olhos em lágrimas banhados.
Os cabelos angélicos trazia
Pelos ebúrneos ombros espalhados.
Diante do pai ledo, que a agasalha,
Estas palavras tais, chorando, espalha:

103
"Quantos povos a terra produziu
De África toda, gente fera e estranha,
O grão Rei de Marrocos conduziu
Pera vir possuir a nobre Espanha.
Poder tamanho junto não se viu,
Despois que o salso mar a terra banha;
Trazem ferocidade e furor tanto,
Que a vivos medo, e a mortos faz espanto.

104
"Aquele que me deste por marido,
Por defender sua terra amedrontada,
Co pequeno poder, oferecido
Ao duro golpe está da Maura espada,
E, se não for contigo socorrido,
Ver-me-ás dele e do Reino ser privada;
Viúva e triste e posta em vida escura,
Sem marido, sem Reino e sem ventura.

105
"Portanto, ó Rei, de quem com puro medo
O corrente Muluca se congela,
Rompe toda a tardança, acude cedo
A miseranda gente de Castela.
Se esse gesto, que mostras claro e ledo,
De pai o verdadeiro amor assela,
Acude e corre, pai, que, se não corres,
Pode ser que não aches quem socorres."

Luís de Camões, Os Lusíadas, Canto III



I

1. Quem é a «fermosíssima Maria»?

2. Faça uma descrição física e psicológica desta personagem.

3. Por que razão é que a filha foi visitar o pai?

4. Que argumentos utiliza a «fermosíssima Maria» para convencer o rei?

5. Diga o que entende por «paternais paços» e «salso mar».

6. Explique a formação das palavras fermosíssima, despois e tardança.

7. Faça a análise formal (estrofe, métrica e rima) da estância número 105.

8. Atente nos seguintes versos: «Trazem ferocidade e furor tanto, / Que a vivos medo, e a mortos faz espanto».

8.1. Divida e classifique as orações.

8.2. Classifique morfologicamente as palavras da segunda oração.

8.3. Faça a análise sintáctica da primeira oração.


II

Numa composição cuidada e tendo em conta as constantes referências que Camões faz em Os Lusíadas à luta contra os Mouros, procure explicar em que aspecto é que esta poderia beneficiar Portugal.