12.5.07

Consílio dos Deuses (C.I, 23-26)


23
Em luzentes assentos, marchetados
De ouro e de perlas, mais abaixo estavam
Os outros Deuses, todos assentados,
Como a Razão e a Ordem concertavam
(Precedem os antigos, mais honrados,
Mais abaixo os menores se assentavam);
Quando Júpiter alto, assi dizendo,
Cum tom de voz começa grave e horrendo:

24
«Eternos moradores do luzente,
Estelífero Pólo e claro Assento:
Se do grande valor da forte gente
De Luso não perdeis o pensamento,
Deveis de ter sabido claramente
Como é dos Fados grandes certo intento
Que por ela se esqueçam os humanos
De Assírios, Persas, Gregos e Romanos.

25
«Já lhe foi (bem o vistes) concedido,
Cum poder tão singelo e tão pequeno,
Tomar ao Mouro forte e guarnecido
Toda a terra que rega o Tejo ameno.
Pois contra o Castelhano tão temido
Sempre alcançou favor do Céu sereno:
Assi que sempre, enfim, com fama e glória,
Teve os troféus pendentes da vitória.

26
«Deixo, Deuses, atrás a fama antiga,
Que co a gente de Rómulo alcançaram,
Quando com Viriato, na inimiga
Guerra Romana, tanto se afamaram.
Também deixo a memória que os obriga
A grande nome, quando alevantaram
Um por seu capitão, que, peregrino,
Fingiu na cerva espírito divino.

Luís de Camões, Os Lusíadas, Canto I



I

1. Situe o extracto que acabou de ler no plano narrativo em que está inserido e justifique a sua resposta.

2. Quem era Júpiter?

3. Por que razão se juntaram os Deuses no Olimpo?

4. Diga quem eram Luso, Viriato e Sertório.

5. Diga o que entende por moradores do luzente e Estelífero Pólo.

6. Explique a formação das palavras perlas, assi e alevantar.

7. Faça a análise formal (estrofe, métrica e rima) da estância 26.

8. Atente na seguinte frase: «Júpiter dirigiu-se aos outros deuses e disse que os Portugueses eram muito corajosos».

8.1. Divida e classifique as orações da frase.

8.2. Classifique morfologicamente as palavras da terceira oração.

8.3. Faça a análise sintáctica da primeira oração.


II

Numa composição cuidada, fale da importância do Maravilhoso Pagão de que Camões se serviu para enriquecer Os Lusíadas.