3.2.07

A Torre da Má Hora

Castelo de Santiago do Cacém



A - «Campanelo conta a história da Torre da Má Hora. ..»

1. Em que ambiente se passa esta acção de narrar?
2. Quem são as personagens que intervêm nesta sessão de contar histórias?
2.1 Que funções diferentes têm?
2.2 Distingue duas personagens bem individualizadas e uma colectiva, caracterizando cada uma delas.
3. Que tipo de história é esta que se intitula «A Torre da Má Hora»?
3.1 Relaciona o tipo de história com o lugar da acção, os acontecimentos, as personagens.
3.2 Qual é o significado simbólico da «Torre da Má Hora»?


B - «E vem-lhe à ideia [...] que a sua vida é tal qual...»

1 ..Aqui começa a desenrolar-se uma outra história.
1.1 Qual é a sua personagem principal?
1.2 Que novas personagens intervêm nesta história?
1.3 Qual consideras ser o momento culminante da sua acção?
1.4 Por que processo são trazidos ao conto os acontecimentos que constituem esta histó-ria?


C - «E à voz de Campanelo [...] tudo isto se agitara nele.»

1 .A história narrada da Torre da Má Hora e a história evocada do menino do bibe preto têm pontos de contacto.
1.1 Pesquisa no conto momentos em que as duas histórias se cruzam.
1.2 Por que razão se identifica o «menino do bibe preto» com O «menino que ia, pois, andando»?
1.3 Indica dois acontecimentos que se correspondem numa e noutra história.
1.3.1 Esclarece o seu significado comum.


D - «Debaixo das estrelas, sentado no lancil do largo, Campanelo conta a história da...»
1 Quem conta a história de Campanelo que conta a história da Torre da Má Hora que faz lembrar a história do menino do bibe preto?
1.1 É alguém que participa na acção?
1.2 Que grau de conhecimento tem do assunto do conto?
1.2.1 Conhece só os acontecimentos ou também os pensamentos?
1.2.2 Toma partido perante as situações?


E - «no lancil do largo, debaixo das estrelas, na noite quieta.»

1. O autor deste conto, Manuel da Fonseca, conhece bem o ambiente, das histórias do livro de contos intitulado Aldeia Nova, a que este conto pertence.
1.1 Procura na biblioteca da tua escora informação sobre Manuel da Fonseca, investigan-do, especificamente, a região de Portugal a que está intimamente ligado.
1.2 Procura no conto as marcas da presença dessa região.
«Atirou o braço com quanta força tinha.»
«Ai do Nora se avançasse um passo do sítio onde estava!» «se tocares no meu neto [...] mato-te...»
«tu és como o teu avô: hás-de ir e voltar...»


Rua de Santiago Cacem